5 táticas infalíveis para aumentar o comprometimento da sua equipe

Por que as pessoas simplesmente não fazem o que deve ser feito? Essa é a pergunta cuja a resposta vale…. os resultados da sua empresa!

Sem dúvida alguma, um dos problemas que mais tiram o sono de qualquer gestor é a falta de comprometimento das pessoas com o trabalho. Gente que faz “corpo mole”, não entrega no prazo acordado, executa suas tarefas sem atenção à qualidade… Enfim, a lista é enorme.

Mas será que é possível resolver esse problema? Bem, eu trago uma boa e uma má notícia pra você.

Primeiramente, precisamos reconhecer que ninguém motiva ninguém. O engajamento é uma escolha subjetiva e, portanto, cabe ao indivíduo decidir se quer ou não comprometer-se com os resultados do seu trabalho. Essa é a má notícia.

Mas a boa notícia é que, apesar do engajamento ser uma escolha subjetiva, os estudos demonstraram que mais de 70% na variação do índice de engajamento dos funcionários é influenciada pela atuação do líder na rotina de trabalho. Resumindo: o líder exerce uma grande influência no comprometimento da sua equipe, tanto positiva quanto negativamente.

Por isso, neste artigo, eu quero apresentar a você 5 táticas que contam com o apoio de inúmeras pesquisas científicas sobre o impacto da liderança no engajamento dos funcionários. Não seria ótimo adotar hoje mesmo algumas destas técnicas para aumentar o comprometimento da sua equipe com os resultados? Conheça essas 5 táticas a seguir.

 

Tática 1 – Estabeleça metas difíceis, porém alcançáveis. O bom equilíbrio entre esses 2 critérios gera maior engajamento das pessoas.

Primeiramente, é bom lembrar que os funcionários desejam saber qual o resultado esperado do seu trabalho pois a falta de clareza gera medo, ansiedade e outros sentimentos contraproducentes. Entretanto, não basta comunicar as metas para que os liderados se sintam comprometidos em alcançá-las. É preciso ainda demonstrar que esses objetivos são factíveis, caso contrário eles não se engajarão simplesmente por não acreditarem na possibilidade de sucesso.

Lembre-se, porém, que um objetivo fácil demais também não gera comprometimento por não oferecer desafio, componente indispensável para estimular o interesse e captar a atenção das pessoas.

 

Tática 2 – Oriente primeiro, corrija depois. Dar feedback pra quem não foi educado e treinado, demonstra incoerência na sua liderança.

Sabe aquela cultura do “você pode não saber porque está apanhando, mas eu sei porque estou batendo”? Pois é! Tem gestor que não comunica claramente como o desempenho do liderado será avaliado e depois o surpreende com aquela bronca.

O fato é que as pessoas não gostam de ser criticadas, muito menos em relação a algo sobre o qual não receberam orientação. Por isso, informe claramente os critérios que serão utilizados para avaliar o trabalho do liderado, ou seja, aquilo que você julga importante e que deve ser observado na execução das tarefas de rotina.

Além disso, providencie treinamento para garantir que o funcionário realmente sabe fazer. Somente então o seu feedback corretivo será aplicado com justiça.

 

Tática 3 – Recompense quem faz. O reconhecimento motiva e engaja. E, o melhor, não custa nada.

Ao invés de ficar de plantão para tentar pegar os liderados “pisando na bola”, tente surpreender as pessoas fazendo a coisa certa. Como gestor, você não deveria subestimar o poder do bom e velho reforço positivo.

O incrível é que, apesar de ser uma prática já bastante difundida, o feedback de incentivo continua a ser um artigo de luxo na relação líder-liderado. A consequência disso é um ambiente de trabalho tenso, desestimulante, onde nada do que é bem feito parece ter valor.

Se na sua gestão esse ainda é o caso, comece agora a mudar seu condicionamento buscando toda e qualquer justificativa para elogiar, incentivar e recompensar aqueles que se esforçam por fazer as coisas bem feitas. Mas seja justo e sincero, pois recompensar quem não faz desestimulará o engajado e – o que é pior – nivelará sua equipe por baixo!

 

Tática 4 – Demonstre respeito com sinceridade. Respeito sem sinceridade é hipocrisia. Sinceridade sem respeito é grosseria.

Na minha opinião, esta é a tática mais importante dentre todas que descrevo aqui. Como líder, você pode errar em muitos pontos na sua gestão das pessoas. Você pode equivocar-se ao estabelecer as metas, pode “jogar os liderados aos leões” sem ter providenciado treinamento eficaz ou mesmo ser indiferente aos seus progressos e, apesar de todos esses erros, ser perdoado. Porém, ao faltar com o respeito ou com a verdade, você dificilmente conseguirá resgatar a confiança das pessoas. E a confiança é a moeda mais valiosa neste processo de influência o qual chamamos de liderança.

Perceba que o papel de líder traz consigo algumas armadilhas. Dentre elas, o risco de passarmos a acreditar numa suposta superioridade moral que até nos permitiria desrespeitar os subordinados ou faltar com a verdade em algumas ocasiões. Isso não é verdade.

Assumir a liderança não nos dá carta branca para desprezar as pessoas. O que se espera de um líder é que ele saiba enfrentar as situações mais adversas com estabilidade emocional, apresentando sua posição com respeito e sinceridade.

 

Tática 5 – assuma sua imperfeição, mas sem aceitá-la. Ser líder é ser humano. Deixe a perfeição para os deuses ou às máquinas.

O líder “sabe tudo”, “pode tudo” e onipresente está tentando enganar a quem? Equivoca-se quem imagina que a demonstração de humildade na liderança é uma fraqueza. Ao contrário, é uma demonstração de incrível força de caráter digna de grandes homens.

Na prática, isso significa estar aberto a receber feedbacks dos seus liderados e esforçar-se para evoluir continuamente. Por incrível que pareça, esse comportamento torna você ainda mais digno de confiança. Por quê? Porque as pessoas logo desconfiam de quem aparenta ser perfeito demais. Na nossa experiência de vida, aprendemos que ninguém é perfeito. Assim, ao tentar aparentar o oposto, você se afasta daquilo que as pessoas reconhecem e aceitam.

Ao assumir sua imperfeição e esforçar-se para ser um líder e uma pessoa cada vez melhor, você não apenas conquistará a confiança dos seus liderados; você também receberá sua admiração, lealdade e engajamento.

 

Siga essas 5 táticas e você verá resultados expressivos no aumento do comprometimento da sua equipe. Desejo muito sucesso!

Ricardo Mallet

Ricardo Mallet

Graduado em Gestão Empresarial com extensão em Estilo de Gestão e Liderança pela FGV, consultor e palestrante com 25 anos de experiência no mercado de treinamentos. Certificação internacional em Coaching, Mentoring e Holomentoring® do Sistema ISOR®.

Website: http://comoliderar.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *